Title Image

7 Dicas para Otimizar as Contas do Facebook Ads Que Utilizamos na Afiliart


A otimização nas contas do Facebook garantem campanhas mais efetivas. Com alguns cuidados e ajustes é possível possível qualificar mais o tráfego, diminuir o CPC, o custo por aquisição e melhorar o retorno sobre investimento.

O que vou mostrar aqui é basicamente o roteiro que eu sigo para otimizar ou revisar um anúncio ou uma conta.

Para fazer qualquer tipo de otimização, antes disso é preciso saber qual o ROI, CPA ou outra KPI em questão que temos a meta de atingir.

Por exemplo, se a meta de custo por lead é de R$1,50, toda nossa otimização em cima desse valor.

Reforço que otimizar as contas do Facebook é algo essencial para o sucesso de qualquer campanha e é preciso fazê-la de forma sistemática e periódica.

Então vamos lá.

Como otimizar as contas no Facebook Ads e melhorar os seus resultados

  1. Otimização de orçamento
  2. CPC e CTR
  3. Otimização de criativo
  4. Idade
  5. Gênero
  6. Posicionamento
  7. Dispositivo de impressão

1. Otimização de orçamento

Otimização de orçamento é a mais básica e simples possível.

Antes de mexer com isso, é preciso saber qual a meta de investimento no mês e calcular se é preciso escalar ou reduzir o investimento nos anúncios.

Para reduzir o orçamento, basta olhar quais campanhas estão com um CPL acima da meta e reduzir principalmente as estiverem puxando esse número pra cima.

Para escalar o orçamento, a lógica é a inversa.

É preciso subir campanhas e conjuntos que estão com um CPL abaixo da meta. Caso esteja trabalhando com campanhas de venda direta, a lógica é a mesma só que olha-se o ROI (ROAS) dos anúncios.

Um ponto importante que também deve ser analisado é a saturação do público.

Antes de escalar o investimento, observe qual o tamanho dele, frequência e também o alcance diário.

Como na imagem:

 

Esse conjunto de anúncio tem um alcance potencial de 8 milhões de pessoas e diariamente o alcance médio é de 2300 pessoas.

Isso mostra que há MUITO espaço para escala, e nesse exemplo, é possível subir tranquilamente o orçamento neste público específico.

Em contrapartida, se atingir as mesmas 2300 pessoas diariamente, mas um público pequeno de apenas 80 mil pessoas, um aumento já não faria tanto sentido mais por saturar o público mais rapidamente.

Para finalizar gostaria de reforçar que não é para ter medo de subir orçamento, muito pelo contrário.

É preciso ter cautela, sim, mas na hora de escalar você pode ir com os dois pés no peito.

2. Otimização de CPC e CTR

Com que frequência você analisa o CPC dos seus anúncios?

O CPC influencia diretamente no resultado.

Vamos fazer uma matemática simples aqui agora.

Claro que a taxa de conversão varia de público para público, de campanha pra campanha, palavra-chave para palavra-chave etc.

Porém podemos calculá-lo e é sempre bom ter esse número em mente.

Então imagine que determinada campanha está com 1% de taxa de conversão. O que isso significa? Significa que a cada 100 pessoas uma delas compra.

E esse valor de CPC, pode ser a diferença entre uma campanha dar retorno positivo ou não.

Se pagamos 2 reais pelo clique nessa mesma taxa de conversão, o CPA (nesse caso o custo por venda) vai ser de 200 reais (2×100). Se ao otimizar a campanha obtivermos um CPC de R$1,20 centavos, o CPA dela passa a ser de 120 reais. E esse valor, faz a diferença no resultado.

Em via de regra, campanhas com alto CPC tendem a não performar.

Isso especialmente em público frio, pois campanhas de remarketing tendem a ter um custo maior, já que o público é mais qualificado também.

Portanto olhe daqui pra frente sempre o cpc dos anúncios e campanhas.

E como que faz pra reduzir o CPC?

Essa resposta é fácil… Anote ela no seu caderno:

QUANTO MAIOR O CTR MENOR O CPC

Ou seja, quanto maior for o engajamento do público com o anúncio, mais barato fica anunciar e melhor tende a ser o resultado.

A palavra-chave é engajamento.

Se o anúncio não estiver alinhado e comunicando bem com o público, não vai dar resultado.

Por isso, eu gosto sempre de criar o anúncio depois de fazer a segmentação, para escrever como se estivesse conversando com aquela segmentação.

É preciso ter obsessão pelo CTR.

Não só no FB, mas em todas as áreas do marketing digital.

O CTR é a mina de ouro do marketing digital.

Zoom image.png

Antes de continuar, um pequeno parenteses aqui só para deixar claro que estamos na mesma página.

Ao cadastrar as colunas, certifiquem-se sempre de analisar a quantidade de cliques, CPC e CTR no link. Se você colocar somente CTR, ele considera um clique de curtida, comentário ou qualquer outro clique no anúncio na conta e isso, na grande maioria dos casos, não faz sentido já que o nosso objetivo é gerar tráfego.

E para melhorar o CTR, é a hora que entra a parte do criativo, a parte de copy.

3. Otimização de criativo

Tudo que disse anteriormente foi para justificar que o criativo é o mais importante de tudo na conta. Você deve criar bons textos e boas imagens para os seus anúncios.

Caso queira saber como criar um bom texto, confira nosso artigo sobre método QOBD que utilizamos em muitas das nossas copys.

Um anúncio ruim, vai ter um CTR ruim, que vai ter um CPC caro, e vai dar um resultado ruim.

Um anúncio bom, vai ter um CTR bom, um CPC bom e vai dar um resultado bom.

Simples assim.

Por isso, gostaria de reforçar para você definir muito bem como vai ser o processo de reciclagem de criativos.

De forma geral ele é simples:

Trocar anúncios bom baixa classificação e CTR e fazer novos criativos, com copys e imagens novas.

Pausar CTR baixo, criar novo.

Depois analisar o resultado, pausar CTR baixo, criar um novo.

E assim por diante.

Junto com o CTR também deve ser analisado a classificação de qualidade (antiga pontuação de relevância).

Pausa anúncios com baixa ou média classificação, sobre novos.

Classificação do anúncio do Facebook Ads

O objetivo de quem escrever o anúncio é dar acima da média nessas 3 colunas.

Vamos agora para o detalhamento. 

4. Otimização de Idade

Uma otimização básica é olhar para a idade. Se está convertendo mais para qual faixa etária.

otimizar as contas no facebook por idade

No exemplo da imagem, não tivemos nenhuma conversão para o público de 45 anos em diante.

Em um total de 350 reais investidos, cerca 40 reais foram investidos sem retorno nessas faixas etárias.

Se o ROI dessa campanha estiver em 2 por exemplo, não segmentar essas faixas etárias o ROI aumentaria para 2,25 só por realizar essa otimização.

Ao segmentar um detalhamento, o FB vai mostrar os resultados a nível de campanha. Ou seja, ele vai detalhar campanha por campanha.

E nem sempre isso é o ideal.

Eu gosto bastante de fazer essa análise a nível de conta, especialmente em contas que possuem muitas campanhas. 

Para fazer isso é simples também, basta exportar os dados para o excel e agrupar os dados via tabela dinâmica. Através dela é possível saber o resultado da conta inteira.

5. Otimização de Gênero

Mesma coisa que idade, porém analisando o gênero.

6. Otimização de Posicionamento

Esse temos que olhar sempre.

Em quais locais os anúncios estão sendo exibidos? Onde está ruim? Onde está bom?

otimizar as contas no facebook por posicionamento

O detalhamento de posicionamento é muito importante.

Também é válido analisá-lo de forma geral da conta através de uma tabela dinâmica.

Se o posicionamento estiver ruim, a otimização consiste em ir no conjunto de anúncio e remover o posicionamento de exibição.

Também é válido analisar se o anúncio está compatível com todos os posicionamentos possíveis pois em muitos casos isso pode prejudicar o desempenho.

Já por outro lado se ele estiver bom mostra uma oportunidade de escalar nele.

Sendo possível inclusive criar campanhas específicas para determinado posicionamento.

7. Otimização de Dispositivo de Impressão

Otimizar contas no Facebook Dispositivo de impressão

Também é legal analisar qual o resultado em cada dispositivo.

Nesse exemplo, Iphone está com uma performance muito melhor.

Dessa forma, é possível segmentar para os diferentes dispositivos.

Conclusão

Neste artigo você viu 7 dicas que nós utilizamos para otimizar as contas no Facebook e do Instagram Ads.

Juntas elas podem fazer a diferença nos seus resultados. Todas as dicas são adaptáveis para diferentes contextos e projetos.

Independente do tamanho e da área de atuação da sua empresa e também o mercado que você trabalha, é possível aplicá-las para atingir melhores resultados e reduzir seus custos.

Você também pode ver nossa live no YouTube sobre copy de anúncios no feed e métodos QOBD e AIDA, clicando aqui.

E se você tem alguma dica de otimização que não está aqui, deixe nos comentários, quem sabe não colocamos em prática também!

Espero que você tenha gostado deste artigo.

Até mais!